sábado, 17 de maio de 2008

Há que torcer...


Se sou torcedor do Flamengo, sou torcedor maior do esporte como lição de esportividade, como lição de muito dos seus conceitos praticados que devem também ser usados nas nossas vidas fora das arenas esportivas.
Reforço que sou Flamengo, os meus filhos são Coritiba, vou ao campo com eles, e só não canto junto com os mesmos as músicas que incentivam a violência, e tento mostrar-lhes porque da minha posição.
Jamais, de forma consciente, alimentaria a perda de uma amizade, por menor que ela fosse, por pertencer a torcidas “futebolísticas” diferentes.
Mesmo consciente que na regra da exceção meia dúzia de jogadores tornam-se ícones da mídia e/ou de grande importância para a sociedade do planeta, como torcedor, o futebol para mim é só diversão.

2 comentários:

IO disse...

Tenho simpatia pelo Fla há muito e GDM é que é. Mas hoje é dia de daros parabéns ao Mano Tó e Tareca, leões.
Um beijo para ti em Curitiba, ZP,
uma que, por cá, torce pela Académica de Coimbra (aguentou-se mais um ano na 1ª divisão, vá lá!!)

Zé Paulo disse...

E Viva ao Sporting, ao Académica e a todos que fazem o futebol,...
Um beijo grande, minha Bloguista.
ZP